terça-feira, 26 de julho de 2011

Desgoverno na educação

    É realmente lamentável o que vivemos em termo de política pública para com a educação no Estado do Rio.
    O Conexão é Conexão Confusão. Desde o início, os computadores na sala só servem para pegar poeira, tomar espaço e atrapalhar as aulas. Se funcionasse... vejam bem, porque não funciona, seria um desperdício de tempo precioso para as aulas. Ora, cada tempo de aula tem cinquenta minutos. Imagine só perder vinte minutos desse tempo para abrir computador, fazer chamada e lançar conteúdos online enquanto os alunos conversam ou fazem zona, dependendo da turma! Mas não funciona! Aí, temos que fazer chamada no diário também... Só mais trabalho... Não dá para passar nenhum vídeo para os alunos, porque quase tudo é  bloqueado! Então, no final, eles estão nas salas de aula só para alguma empresa com licitação milionária ganhar dinheiro em algum esquema...
   O professor ainda tem que fazer o diário de papel por conta própria e lançar notas num sistema na Internet, que também demanda tempo e trabalho e que nem sempre funciona...
    Paralelo a isso, temos que aturar o descaso com os salários dos professores, que não recebem aumento há mais de dez anos! Aí, quando fazemos greve, somos os culpados do aluno estar sem aula, da educação estar ruim etc, etc. Cabral se recusa a nos dar salário e inventou um vale-capim para a gente: o tal vale cultura que temos que usar para comprar livro... Meio difícil comprar livro quando o professor está morrendo de fome! O mais provável é que o cartão seja gasto no Guanabara... É fácil inventar benefícios, que podem ser tirados a qualquer momento. Não passam de esmola! É um absurdo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário